Ser Jovem no Brasil: trajetórias juvenis no campo e na cidade

A obra apresenta uma contribuição aos estudos sobre os processos de construção das identidades juvenis. As identidades são processos dinâmicos, reconhecem o contexto sócio-histórico em que vivemos, no tempo presente, marcado pela complexidade e diferenças regionais, étnica, religiosa, cultural, de gênero e profundas desigualdades sociais e econômicas.

Considerando os jovens como sujeitos sociais, sujeitos de direitos, cidadãos que habitam espaços singulares e plurais, delimitados e inseridos em escalas mais amplas, a obra discute também a questão das políticas públicas de/para a juventude, dos direitos e da cidadania, abordando problemas e desafios enfrentados pela sociedade brasileira.

1a edição
Novembro/2012
R$42,00
Preço de capa
978-85-7516-630-7
ISBN
164
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Apresentação

Capítulo 01
Cenários, Atores: sentimentos e percepções
1. Cenários: campo, cidades, escolas
2. Ser jovem: juventude, juventudes
3. O que mais preocupa e interessa aos jovens

Capítulo 02
Jovens, Família, Política e Sociedade
1. A organização das famílias e a formação dos jovens
2. O que pensam os jovens sobre a política?
3. Os jovens e a sociedade: diferentes olhares

Capítulo 03
Juventude, Educação e Trabalho
1. Educação do campo e na cidade
2. A escola para os jovens
3. O trabalho na vida dos jovens

Capítulo 04
Culturas Jovens: identidade e diversidade
1. Os jovens e as religiões
2. Manifestações e práticas culturais no campo e na cidade
3. Comunicação, tecnologias e identidades juvenis

Capítulo 05
Políticas Públicas, Direitos e Cidadania
1. Os jovens como sujeitos de direitos
2. Políticas públicas de juventude no Brasil
3. Cidadania e participação: possibilidades e desafios

Considerações Finais

Sugestões para Estudantes e Professores
Filmes
Canções
Sites
Livros

Referências

Orelha

Esta obra percorre alguns caminhos transdisciplinares para registrar e analisar o modo de viver e pensar de jovens estudantes a partir de suas vozes. Em tempos de globalização o que significa falar em identidades juvenis em espaços específicos no campo e em cidades do interior do Brasil? O que é ser jovem no nosso país uno, diverso e plural? Como é ser jovem no contexto das novas tecnologias?
Nesta obra os autores apresentam resultados de uma pesquisa sobre trajetórias vividas e narradas por jovens de Minas Gerais, inseridas no contexto mais amplo, com o objetivo de compreender e analisar os aspectos que caracterizam o que é ser jovem no Brasil do século XXI. O livro apresenta uma síntese dos dados de uma pesquisa, diagnósticos e reflexões sobre os cenários, os sujeitos, interesses, percepções, sentimentos, valores, as relações que os jovens do campo e da cidade estabelecem com a família, a educação, o trabalho, a cultura, as instituições, as tecnologias, as organizações e os modos de ação política.
A obra apresenta uma contribuição aos estudos sobre os processos de construção das identidades juvenis. Entende-se que essa construção não se dá no sentido de apagar as diferenças ou cristalizar algumas imagens consideradas “imutáveis”. Como as identidades são processos dinâmicos, reconhecem o contexto sócio-histórico em que vivemos, no tempo presente, marcado pela complexidade e diferenças regionais, étnica, religiosa, cultural, de gênero e profundas desigualdades sociais e econômicas.
Considerando os jovens como sujeitos sociais, sujeitos de direitos, cidadãos que habitam espaços singulares e plurais, delimitados e inseridos em escalas mais amplas, a obra discute também a questão das políticas públicas de/para a juventude, dos direitos e da cidadania, abordando problemas e desafios enfrentados pela sociedade brasileira.
Combater as injustiças, as variadas formas de discriminação, respeitar as diferenças são passos importantes na construção de uma sociedade democrática, para a formação de jovens cidadãos capazes de entender e intervir no mundo em que vivem. As trajetórias dos jovens são importantes fontes para a compreensão do movimento, da diversidade, das diferenças, das permanências e transformações da condição juvenil em nosso país. Um desafio de todos os cidadãos!

Referencia

GUIMARãES, Selva; SILVA JR., Astrogildo Fernandes. Ser Jovem no Brasil: trajetórias juvenis no campo e na cidade. Campinas: Alínea, 2012.
Outros livros do(s) autor(es)
Veja Também