Comércio Exterior: História, teorias e práticas

Reinaldo Dias, Maurício Cassar e Waldemar Rodrigues

Este livro é dirigido especialmente a estudantes dos cursos de Comércio Exterior de todos os níveis – ensino técnico, de graduação e de pós-graduação. Escrita em linguagem acessível, a obra aborda as principais teorias e práticas históricas do comércio internacional. É um livro para não economistas, na medida em que se procurou uma abordagem voltada para administradores e para aqueles que atuam na área como consultores, especialistas e palestrantes.

2a edição
Revisada
Novembro/2014
R$43,00
Preço de capa
978-85-7516-723-6
ISBN
192
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Apresentação

Capítulo 01
O Mercantilismo
Reinaldo Dias
     O mercantilismo: aspectos teóricos
     O Brasil e o período mercantilista

Capítulo 02
Teorias Clássicas do Comércio Internacional
Maurício Cassar
Introdução ao liberalismo e ao comércio internacional
     O liberalismo de Adam Smith
     O liberalismo de David Ricardo

Capítulo 03
A Substituição de Importações
Valdemar Rodrigues
     O processo de desenvolvimento latino-americano e a substituição de importações
     O modelo de desenvolvimento exportador – “para fora”
     A mudança do modelo primário-exportador para o novo modelo – “para dentro”
     O processo de substituição de importações nos países latino-americanos
     O processo de industrialização no Brasil
     Contemporaneidade

Anexo
CEPAL – Comissão Econômica para a América Latina

Orelha

Este livro é dirigido especialmente a estudantes dos cursos de Comércio Exterior de todos os níveis – ensino técnico, de graduação e de pós-graduação. Escrita em linguagem acessível, a obra aborda as principais teorias e práticas históricas do comércio internacional. Apresenta, inicialmente, uma abordagem do mercantilismo e seu papel na colonização do Brasil, depois aborda a teoria clássica em suas duas principais vertentes: a vantagem absoluta de Adam Smith e a teoria da vantagem corporativa de David Ricardo, concluindo com a temática da substituição de importações focada na América Latina.
É um livro para não economistas, na medida em que se procurou uma abordagem voltada para administradores e para aqueles que atuam na área como consultores, especialistas e palestrantes.