Psicossomática Psicanalítica: intersecções entre teoria, pesquisa e clínica

Rodrigo Sanches Peres e Manoel Antônio dos Santos

O presente livro apresenta a epistemologia da concepção psicossomática e suas principais raízes metapsicológicas. Além disso, aborda os desenvolvimentos pós-freudianos que viabilizaram a constituição da psicossomática psicanalítica, conferindo especial atenção à definição de conceitos centrais propostos por Pierre Marty e Joyce McDougall. Descreve, em termos metodológicos, uma pesquisa fundamentada na psicossomática psicanalítica, assim como uma síntese dos principais resultados, a partir de uma interlocução com a literatura especializada. Trata-se, portanto, de uma obra com proposta original, capaz de fornecer elementos para o preenchimento de uma lacuna importante na literatura nacional, sendo indicada, assim, para todos os profissionais de saúde que se interessam pela dimensão emocional de seus pacientes.

1a edição
Outubro/2012
R$42,00
Preço de capa
978-85-7516-594-2
ISBN
168
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris
.

Sumário

Prefácio

Palavras Iniciais

Capítulo 1
Bases Teóricas
1.1. Introdução
1.2. Desenvolvimento
1.3. Conclusão

Capítulo 2
Pesquisa em Psicossomática Psicanalítica: uma ilustração
2.1. Contextualização
2.2. Objetivos
2.3. Desenho metodológico
2.4. Resultados: apresentação e discussão
2.5. Conclusão

Palavras Finais

Referências

Anexo

Orelha

O presente livro se divide, basicamente, em dois capítulos. No primeiro, delineamos a epistemologia da concepção psicossomática e suas principais raízes metapsicológicas. Além disso, abordamos os desenvolvimentos pós-freudianos que viabilizaram a constituição da psicossomática psicanalítica, conferindo especial atenção à definição de conceitos centrais propostos por Pierre Marty e Joyce McDougall. 
No segundo capítulo, apresentamos uma breve descrição, em termos metodológicos, de uma pesquisa fundamentada na psicossomática psicanalítica, assim como uma síntese dos principais resultados, a partir de uma interlocução com a literatura especializada.
Encerrando o livro, algumas considerações sobre a referida pesquisa, circunscrevendo seu alcance e suas implicações para novos estudos. Assim, sugerimos alguns caminhos e apontamos certos limites para a aplicação da psicossomática psicanalítica no desenvolvimento da atividade científica.
O conteúdo das “Palavras finais”, a propósito, concatena-se ao conteúdo das “Palavras iniciais”, dedicadas a questões preliminares, sobre as intersecções entre a teoria, a clínica e a pesquisa em psicanálise.
Trata-se, portanto, de uma obra com proposta original, capaz de fornecer elementos para o preenchimento de uma lacuna importante na literatura nacional, sendo indicada, assim, para todos os profissionais de saúde que se interessam pela dimensão emocional de seus pacientes.