Indicadores Sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações

Desde a primeira edição deste livro, em 2001, o Brasil e o mundo passaram por intensas mudanças. Novas agendas de políticas e programas sociais foram propostas, expandiram-se, consolidaram-se. Novos indicadores têm sido engendrados e demandados pelas políticas públicas. Surgiram os compromissos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), agora ampliados com a agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que vêm mobilizando países, instituições estatísticas e centros de pesquisa a produzirem novos indicadores, em bases mais regulares.

6a edição
Revisada e ampliada
Julho/2017
R$65,00
Preço de capa
978-85-7516-807-3
ISBN
196
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio

Apresentação à Nova Edição

Introdução

Capítulo 1
Conceitos Básicos
Definição de indicador social
Sistema de indicadores sociais
Tipologias de indicadores
Propriedades desejáveis

Capítulo 2
Fontes de Dados, Pesquisas e Relatórios Sociais
Os censos demográficos
A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD)
A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C)
Pesquisa de Orçamento Familiar e outras pesquisas sociais
Levantamentos institucionais na área social
Os registros administrativos e cadastros públicos
Os relatórios e os sites de Indicadores Sociais

Capítulo 3
Principais Indicadores Sociais: significados e usos para política social
Indicadores demográficos e de saúde
Indicadores educacionais, de Cultura e de Ciência e Tecnologia
Indicadores de mercado de trabalho, renda e desigualdade
Indicadores de pobreza, insegurança alimentar e desenvolvimento humano
Indicadores habitacionais, de infraestrutura urbana e qualidade de vida
Indicadores político-sociais e de opinião pública
Indicadores ambientais e seus impactos socioeconômicos
Indicadores econômicos para análise da conjuntura social

Capítulo 4
Indicadores e Políticas Sociais
I
ndicadores na elaboração de diagnósticos socioeconômicos
Indicadores de capacidade de gestão e implementação de políticas e programas sociais
Indicadores para monitoramento e avaliação de políticas
Indicadores sintéticos: em que contribuem na avaliação de políticas e programas?
Construção de indicadores sintéticos e de indicadores multicriteriais
Indicadores de desenvolvimento do milênio e de desenvolvimento sustentável

Considerações Finais

Referências

Orelha

Desde a primeira edição deste livro, em 2001, o Brasil e o mundo passaram por intensas mudanças. Novas agendas de políticas e programas sociais foram propostas, expandiram-se, consolidaram-se. Novos indicadores têm sido engendrados e demandados pelas políticas públicas. Surgiram os compromissos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), agora ampliados com a agenda dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que vêm mobilizando países, instituições estatísticas e centros de pesquisa a produzirem novos indicadores, em bases mais regulares.
Tornou-se necessário, portanto, empreender uma revisão expressiva do livro e complementá-lo com tópicos adicionais que refletissem o debate mais atual na área. Foi o que se fez nesta edição: foram revisados tópicos sobre o significado e uso de indicadores sociais, introduziram-se novas referências de leitura, atualizaram-se o quadro de pesquisas e a fonte de dados, o que ampliou o escopo temático de indicadores discutidos, que agora abrange indicadores ambientais, econômicos e de pobreza multidimensional. Por fim, incorporou-se um novo capítulo sobre a complexidade do uso de indicadores nas políticas sociais.
Construir e lançar mão de indicadores sociais é como tirar boas fotografias em câmeras manuais: requer escolhas apropriadas de lentes, ajustes de foco e, sobretudo, destreza e experiência do analista-fotógrafo. As boas fotografias ajudam a registrar o presente e a recordar o passado. Indicadores sociais formulados corretamente contribuem para, ao se retratar o presente e cotejá-lo com o passado, construir os caminhos para se alcançar o futuro almejado.
Foi com essa preocupação de mostrar o uso, adequadamente embasado, dos indicadores sociais, suas potencialidades e também suas limitações, que este livro foi organizado. Seu conteúdo pode ser usado na formação de pesquisadores em métodos quantitativos da pesquisa social, no desenvolvimento de pesquisas em programas de pós-graduação nas universidades, na elaboração de estudos socioeconômicos nos centros de pesquisas e no aprimoramento dos diagnósticos e avaliações de políticas e programas sociais realizados no setor público e em organizações não governamentais.

Referencia

JANNUZZI, Paulo de Martino. Indicadores Sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações. 6. ed. Campinas: Alínea, 2017.
Veja Também