Educação na Era do Conhecimento em Rede e Transdisciplinaridade

A passagem do olhar unidimensional para o multidimensional tem sido uma luta cotidianamente travada por professores de todas as áreas. Diante dessa realidade e da necessidade de pensar e sistematizar experiências que facilitem o domínio das teorias emergentes pelos alunos, preparando-os para um mundo em permanente mudança, elaboramos Educação na era do conhecimento. Nesta coletânea, docentes-pesquisadores de diversas especialidades, compartilhando seus sucessos e tropeços, apresentam uma revisão crítica das teorias pedagógicas modernas em face do embate entre modernidade e pós-modernidade e uma tentativa de agrupamento das principais correntes pedagógicas contemporâneas.

Coleção Educação em Debate
4a edição
Revisada
Fevereiro/2021
R$63,00
Preço de capa
978-85-7516-896-7
ISBN
264
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
DISPONÍVEL EM E-BOOK
Abrir na LibriLaboris
Abrir na Amazon.com

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

Sumário

Prefácio

Apresentação

Capítulo 1
As teorias pedagógicas modernas revisitadas pelo debate contemporâneo na educação
José Carlos Libâneo

Capítulo 2
Teorias e métodos pedagógicos sob a ótica do pensamento complexo
Akiko Santos

Capítulo 3
Unidimensionalidade versus multidimensionalidade
Américo Sommerman

Capítulo 4
Pedagogia e a transdisciplinaridade
Américo Sommerman

Capítulo 5
Cognição e emoção: a importância do imaginário para a metacognição e a educação
Nilma Figueiredo de Almeida e Franco Lo Presti Seminério

Capítulo 6
“Professora, a maioria da turma não está entendendo nada!” Construindo olhares e atitudes transdisciplinares
Helena Vasconcelos, Akiko Santos e Ana Cristina Souza dos Santos

Capítulo 7
História da Ciência: elo da dimensão transdisciplinar no processo de formação de professores de Ciências
Silvia Moreira Goulart

Capítulo 8
Formação de professores e os aspectos interdisciplinares e transdisciplinares da educação em Química: uma experiência vivida por meio da prática de ensino
Ana Cristina Souza dos Santos

Capítulo 9
Agronomia: azul ou rosa? O significado das cores (e) das vestes nas profissões
Gutemberg Armando Diniz Guerra

Capítulo 10
Sociologia da educação: a sociedade e o indivíduo
Suemy Yukizaki

Capítulo 11
A crítica à modernidade, a educação e a didática: a contribuição de Boaventura de Sousa Santos
Raquel A. M. da M. Freitas

Orelha

A passagem do olhar unidimensional para o multidimensional tem sido uma luta cotidianamente travada por professores de todas as áreas. Diante dessa realidade e da necessidade de pensar e sistematizar experiências que facilitem o domínio das teorias emergentes pelos alunos, preparando-os para um mundo em permanente mudança, elaboramos Educação na era do conhecimento.

Nesta coletânea, docentes-pesquisadores de diversas especialidades, compartilhando seus sucessos e tropeços, apresentam uma revisão crítica das teorias pedagógicas modernas em face do embate entre modernidade e pós-modernidade e uma tentativa de agrupamento das principais correntes pedagógicas contemporâneas.

Outros aspectos do tema também são trazidos à tona, como a rediscussão da subjetividade nas condições de ensino e aprendizagem; a revisão do conceito de aprendizagem desde a interdependência e indissociabilidade das dimensões tradicionalmente contrapostas da cognição e emoção; os relatos de ensino transdisciplinar na tentativa de detectar os nós que constituem obstáculos epistemológicos nas condições disciplinares de organização educacional, como também uma visão transdisciplinar das práticas de ensino em Sociologia Educacional, Física, Química, Agronomia e na disciplina do Programa de Doutorado em Ciências Veterinárias.

Cada texto, portanto, alude ao desafio diário de explicar e sistematizar a multiplicidade de referências que prenuncia uma nova era, a qual exige que os saberes ainda exilados em seus respectivos institutos, e organizados segundo princípios da fragmentação, da descontextualização, do reducionismo e das dualidades da Ciência Moderna, sejam religados.

O tempo presente é exigente de pensamentos e de sentimentos abertos ao diálogo e cabe aos educadores e pesquisadores de todas as áreas estabelecê-lo.  

 

A transdisciplinaridade é complementar à abordagem disciplinar; faz da confrontação das disciplinas dados novos que as articulam entre si; oferece-nos uma nova visão da natureza e da realidade. A transdisciplinaridade não procura o domínio sobre as várias outras disciplinas, mas a abertura de todas elas àquilo que as atravessa e as ultrapassa (art. 3).

Com relação à interdisciplinaridade e à multidisciplinaridade, a transdisciplinaridade é multidimensional. Levando em conta as concepções do tempo e da história, a transdisciplinaridade não exclui a existência de um horizonte trans-histórico (art. 6).

A transdisciplinaridade conduz a uma atitude aberta com respeito aos mitos, às religiões e àqueles que os respeitam em um espírito transdisciplinar (art. 9).

Não existe um lugar cultural privilegiado de onde se possam julgar as outras culturas. O movimento transdisciplinar é em si transcultural (art. 10).

Uma educação autêntica não pode privilegiar a abstração no conhecimento. Deve ensinar a contextualizar, concretizar e globalizar. A educação transdisciplinar reavalia o papel da intuição, do imaginário, da sensibilidade e do corpo na transmissão dos conhecimentos (art. 11).    

Carta da Transdisciplinaridade

Edgar Morin, Basarab Nicolescu e Lima de Freitas

I Congresso Mundial de Transdisciplinaridade, Portugal, 1994

Referencia

LIBâNEO, José Carlos; SANTOS, Akiko (orgs.). Educação na Era do Conhecimento em Rede e Transdisciplinaridade. 4. ed. Campinas: Alínea, 2021.
Veja Também