Etnia e Educação

Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro e Itamar Pereira de Aguiar (orgs.)

Apesar da importância das iniciativas para a formação de professores de educação sobre as relações étnico-raciais e a história da África e dos afrodescendentes, consideramos serem elas insuficientes para a superação das dificuldades na implantação efetiva da Lei 10.639/03 e para a promoção de mudanças nas relações entre os grupos étnico-raciais. Esta obra propõe e discorre sobre aspectos sociais, políticos, culturais, antropológicos, pedagógicos, filosóficos e jurídicos pertinentes à questão Etnia e Educação no Brasil.

1a edição
Setembro/2012
R$43,00
Preço de capa
978-85-7516-573-7
ISBN
200
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Apresentação

Capítulo 1
Educação, Alteridade e Subjetividade em Kierkegaard e Lévinas
Jorge Miranda de Almeida

Capítulo 2
Educação, Relações Étnico-raciais e Formação de Professores
Manoel Nelito Matheus Nascimento e Maria Isabel Moura Nascimento

Capítulo 3
Comunidades de Aprendizagem: Trabalhando a igualdade de diferenças na perspectiva dialógica
Francisca de Lima Constantino e Roseli Rodrigues de Mello

Capítulo 4
Góes Calmon, Anísio Teixeira e a Educação na Bahia
José Augusto Ramos da Luz

Capítulo 5
Formação para o trabalho manual no Brasil Colônia: a configuração de um debate historiográfico em aberto
Sônia Maria Fonseca

Capítulo 6
Os Ofícios Mecânicos e o Negro no Espaço Urbano de Salvador
Maria Helena Ochi Flexor

Capítulo 7
Racismo: afasta de mim este cale-se!
Francisco Carlos Cardoso

Capítulo 8
Remanso: uma comunidade de Jarê
Itamar Pereira de Aguiar e Ronaldo de Salles Senna

Sobre os Autores

Orelha

Historicamente, os afrodescendentes têm lutado para mudar a situação de desigualdade socioeconômica, de preconceito e de discriminação que ainda sofrem, a despeito de passados 122 anos do fim da escravidão. As lutas dos afrodescendentes são por políticas de Estado de ações afirmativas, que promovam reparações, reconhecimento e valorização de sua história, cultura e identidade. 
No entanto, apesar da importância dessas iniciativas para a formação de professores de educação sobre as relações étnico-raciais e a história da África e dos afrodescendentes, consideramos serem elas insuficientes para a superação das dificuldades na implantação efetiva da Lei 10.639/03 e para a promoção de mudanças nas relações entre os grupos étnico-raciais. 
A obra, ora apresentada, propõe e discorre sobre aspectos sociais, políticos, culturais, antropológicos, pedagógicos, filosóficos e jurídicos pertinentes à questão Etnia e Educação no Brasil.