Educação Pública, Estado Zero: tendências de privatização no âmbito da Nova Gestão Pública na Inglaterra

Apresentando um olhar em paralelo para as dimensões micro e macrossociais, com enfoque na Inglaterra, este livro discute como conquistas e avanços expressivos na consolidação da escola pública, estatal, gratuita e laica se enfraquecem ante a implantação de programas educacionais de caráter mercantil. Trata-se de uma reflexão que abre caminhos para a compreensão desse fenômeno no Brasil, e que se dirige a educadores, gestores e todos os que acreditam que os sentidos de coletividade, igualdade e solidariedade devem guiar a vida em sociedade e sustentar a relação entre Estado e cidadania em um contexto de democracia.
1a edição
Agosto/2021
R$49,00
Preço de capa
978-65-5755-026-7
ISBN
152
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
DISPONÍVEL EM E-BOOK
Abrir na LibriLaboris
Abrir na Amazon.com

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio

Apresentação

Capítulo I
Estado em Mutação: das distopias do welfare state ao Estado Mínimo da era Neoliberal
Breves aportes conceituais da perspectiva marxiana sobre o Estado
Estado de Bem-Estar Social e a suposta face social do capitalismo
Novas metamorfoses do Estado e a ascensão do neoliberalismo nas agendas governamentais

Capítulo II
Estado e Políticas Públicas: vicissitudes e antinomias entre capitalismo e democracia
Desigualdade estrutural e altruísmo dos ricos: da filantropia à privatização
A Nova Gestão Pública como mecanismo de mutação da esfera pública
A adoção da Nova Gestão Pública nas agendas governamentais em diferentes contextos

Capítulo III
Processos Constitutivos e Constituintes do Neoliberalismo na Realidade Britânica
Dimensões gerais da educação pública na Inglaterra
Academies na Inglaterra: dimensões históricas e configurações normativas
As sponsored academies e a intensificação do hibridismo entre as esferas pública e privada
As sponsored academies e o sistema de trustes: baluarte da privatização da educação pública
As sponsored academies a partir de uma perspectiva crítica: vicissitudes da proposta

Considerações Finais

Posfácio

Referências

Orelha

Temos presenciado, no cenário atual, o acirramento da lógica privatista no setor público e o redesenho do papel do Estado como provedor de direitos sociais. Os modelos trazidos do sistema de mercado, fundados na ideia de que a concorrência determina a qualidade e o merecimento dos estudantes, têm, na verdade, aumentado as desigualdades.

Apresentando um olhar em paralelo para as dimensões micro e macrossociais, com enfoque na Inglaterra, este livro discute como conquistas e avanços expressivos na consolidação da escola pública, estatal, gratuita e laica se enfraquecem ante a implantação de programas educacionais de caráter mercantil, uma vez que a desigualdade estrutural inerente ao modo de produção capitalista abala os fundamentos da democracia como princípio e inviabiliza a materialização da democracia real.

O processo de privatização da educação é ricamente analisado, considerando-se o perfil privatista de estudante que se constrói nessa lógica e como ele vai servi-la. Trata-se de uma reflexão que abre caminhos para a compreensão desse fenômeno no Brasil, tendo em vista as idiossincrasias e regularidades de ambos os contextos, e que se dirige a educadores, gestores e todos os que acreditam que os sentidos de coletividade, igualdade e solidariedade devem guiar a vida em sociedade e sustentar a relação entre Estado e cidadania em um contexto de democracia.

Referencia

SILVA, Maria Vieira. Educação Pública, Estado Zero: tendências de privatização no âmbito da Nova Gestão Pública na Inglaterra. Campinas: Alínea, 2021.
Outros livros do(s) autor(es)
  1. LDB: balanços e perspectivas para a educação brasileira
    LDB: balanços e perspectivas para a educação brasileira
    Maria Vieira Silva e Mara Rúbia Alves Marques (orgs.)
  2. Dimensões Políticas da Educação Contemporânea
    Dimensões Políticas da Educação Contemporânea
    Maria Vieira Silva e Maria Alejandra Corbalón (orgs.)
Veja Também