Cosmovisão cristã e metaconstitucionalismo

Com o brilhantismo que lhe é inerente, o Dr. Carlos Eduardo Mendes consegue demonstrar que a compatibilidade entre a ciência e a fé, ao contrário do que pensam alguns nos hodiernos dias em que vivenciamos os dissabores da pandemia da Covid-19, é perfeitamente possível, não sendo mutuamente excludentes. Tal compatibilidade, tão bem realizada e delimitada pelo autor, indica que a presença de Cristo em nossas vidas nos torna pessoas melhores e, por conseguinte, profissionais mais aptos à realização de nossas atribuições.

1a edição
Setembro/2021
R$38,00
Preço de capa
978-65-5755-029-8
ISBN
122
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio

Introdução

Parte 1. Cosmovisão cristã
1.1 Origem do universo criacionista
1.2 Guerra das cosmovisões ou visões do universo
1.3 Fanatismo
1.4 A fé com base científica
1.5 Astrofísica
1.6 Cientificismo
1.7 O bem e o mal não são ilusões
1.8 Filosofia do cientificismo
1.9 O imperativo categórico
1.10 Ética darwinista
1.11 Espíritos malignos
1.12 Houve um começo
1.13 A lógica da fé: argumento cosmológico
1.14 Ajuste fino do universo
1.15 Princípio antrópico
1.16 Argumento ateu do “multiverso”
1.17 Outro argumento ateu: “a sopa primordial”
1.18 DNA
1.19 Charles Darwin e a teoria da evolução
1.20 Probabilidade da origem do universo pelo naturalismo e o ‘arenque vermelho’
1.21 Biologia molecular
1.22 Conclusão

Parte 2. Metaconstitucionalismo: reconstrução hermenêutica política
2.1 Da filosofia do direito à filosofia política
2.2 Quatro formas de filosofia política
2.3 Critérios para ser clássico
2.4 O problema dos valores

Parte 3. Metaconstitucionalismo: hermenêutica e ética cristã
3.1 Disposições gerais
3.2 Estágio pré-ético
3.3 Ética cristã

Conclusão

Referências

Orelha

Por intermédio de discurso de fácil acesso e com precisão técnica, o Dr. Carlos Eduardo Mendes, grande amigo da Magistratura Bandeirante e companheiro de competição desportiva associativa, brinda-nos com uma obra reflexiva sobre o papel da cristandade na sociedade atual, especialmente em relação àqueles que lidam, por mister, com o Direito. Após discorrer, na primeira parte de seu livro, a respeito de alguns pontos de vista sobre a espiritualidade por meio de análise de diversos pensadores, filósofos e estudiosos do tema, em momento posterior, o autor traz para os operadores do Direito uma nova visão em que, alicerçado em conhecidíssima teoria jurídica de um grande professor nacional, propugna que as decisões proferidas em processos judiciais, isto é, o encontro da norma a ser aplicada ao caso concreto, não devem olvidar os valores cristãos que formam a nação teísta brasileira. Com o brilhantismo que lhe é inerente, o Dr. Carlos Eduardo Mendes consegue demonstrar que a compatibilidade entre a ciência e a fé, ao contrário do que pensam alguns nos hodiernos dias em que vivenciamos os dissabores da pandemia da Covid-19, é perfeitamente possível, não sendo mutuamente excludentes. Tal compatibilidade, tão bem realizada e delimitada pelo autor, indica que a presença de Cristo em nossas vidas nos torna pessoas melhores e, por conseguinte, profissionais mais aptos à realização de nossas atribuições. Dessa forma, ao se deparar com as diversas questões que, de maneira direta e sem quaisquer intermediários, o autor estimula seu leitor a refletir sobre a temática trabalhada, o destinatário certamente entenderá ser viável a escolha de um caminho para alcançar os melhores resultados de suas ações. Tenham uma ótima leitura.

Evaristo Souza da Silva
Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

Referencia

MENDES, Carlos Eduardo . Cosmovisão cristã e metaconstitucionalismo. Campinas: Alínea, 2021.
Veja Também