O Consumo na Pós-modernidade: efeitos nas classes D & E

Daisy Rafaela da Silva

O Consumo na Pós-modernidade: efeitos nas classes D & E O Consumo na Pós-modernidade: efeitos nas classes D & E

Sinopse

Este estudo apresenta os aspectos sociais, filosóficos e jurídicos sobre a ascensão os pobres (pessoas das classes sociais D e E) na sociedade de consumo, na pós-modernidade, sob a vertente baumaniana.  Sua publicação se constitui em acontecimento muito feliz na medida em que a comunidade, em especial, a jurídica, os estudantes e os profissionais das áreas, passam a dispor de um livro de formação e informação dedicado a uma questão de maior relevância. E sua leitura permite estimular o interesse dos leitores, ao se apresentar em uma linguagem que concilia a sustentação técnica com a simplicidade conceitual.

Sumário

Prefácio

Introdução

01
Pós-modernidade: a pessoa humana na sociedade líquida
Viver em tempos líquidos
A modernidade líquida: mudanças paradigmáticas
A vida líquida na sociedade pós-moderna
A sociedade de consumo: realizar-se a cada daydream
O consumismo na pós-modernidade
Efeitos colaterais do consumo na sociedade pós-moderna: a dignidade dos pobres (pessoas das classes D e E) na sociedade de consumidores

02
A Pobreza na Pós-modernidade: igualdade e vida digna na sociedade de consumo
A pobreza e o pobre: delineamento conceitual e classificação
A pobreza e suas vertentes
A pobreza na Constituição Federal
Pobreza no Brasil: critérios de medida
Divisão de classes: o critério de classificação econômica
Razões da expansão da classe C: desigualdade social e crescimento de renda
Igualdade e dignidade da pessoa humana
Princípio da igualdade formal e material
Princípio da isonomia formal e material
A discriminação como quebra do princípio da igualdade
Dignidade: a busca pelo conceito

03
Consumo das Classes D & E: efeitos colaterais e a hipervulnerabilidade na relação de consumo na sociedade pós-moderna
O Código de Defesa do Consumidor e a vulnerabilidade
Vulnerabilidade x Hipossuficiência
O pobre, integrante das classes D & E: a hipervulnerabilidade ante o consumo
Hipervulnerabilidade em razão da condição socioeconômica
Discriminação em razão da condição socioeconômica
Consumo de inclusão
A fatia maior do queijo: a insaciedade do mercado e o filão dos pobres recém-incluídos
O pobre como consumidor hipervulnerável

04
Políticas Públicas para a inclusão das classes D & E: inclusão para o consumo e o seu reconhecimento
O reconhecer e a busca pela integridade da dignidade humana
Políticas Públicas: da renda para o consumo, a força motriz para inclusão do consumo
Políticas de Transferência de Renda
Benefício de Prestação Continuada (BPC)
Plano Brasil Sem Miséria
Programa Bolsa Família
Para a inclusão, a informação
A inclusão das classes D & E: o consumo possível e os efeitos colaterais
Produtos para as classes C, D & E: riscos e hipervulnerabilidades
A inclusão para o consumo e o endividamento
A ilusão do consumo seguro

Considerações Finais

Referências

Referência Bibliográfica

SILVA, Daisy Rafaela da. O Consumo na Pós-modernidade: efeitos nas classes D & E. Campinas: Alínea, 2014.