O ensino de filosofia na educação básica: experiência de pensamento, emancipação e democracia

Trata-se de discussões e partilhas de práticas que, sobretudo, trazem o exercício da filosofia para o cotidiano, para as questões coletivas que afetam nossas escolhas individuais e vice-versa, visando à formação de sujeitos ativos na construção de uma sociedade mais justa e democrática, o que atesta, sem dúvida, que a Filosofia continua sendo uma ferramenta indispensável no processo educativo dentro e fora da escola.
1a edição
Agosto/2021
R$90,00
Preço de capa
978-65-5755-027-4
ISBN
406
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
DISPONÍVEL EM E-BOOK
Abrir na LibriLaboris
Abrir na Amazon.com

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio
Marcos Antônio Lorieri

Apresentação
Darcísio Natal Muraro, Claudiney José de Sousa e Lilian Cantelle

PARTE 01. O Ensino de Filosofia e a Experiência de Pensamento

Capítulo 01
Qual a contribuição do ensino de Filosofia para a educação escolar?
Darcísio Natal Muraro, Lilian Cantelle e Claudiney José de Sousa

Capítulo 02
Uma redescrição da filosofia segundo Richard Rorty
Edna Maria Magalhães do Nascimento e Júlio Gonçalves e Sá

Capítulo 03
A filosofia e sua função social segundo a perspectiva de John Dewey
Marcela Calixto dos Santos e Maria A. Lima Piai

Capítulo 04
A questão dos dualismos e suas consequências para a vida, o pensamento e a educação segundo John Dewey
Marcelo Ribeiro Rosa

Capítulo 05
Punição ou liberdade? A pedagogia freiriana e o educar filosófico para o desenvolvimento da moral
Letícia Regina dos Santos Rodrigues Fucuhara

Capítulo 06
O Outro e a infância numa educação libertadora na perspectiva de Paulo Freire
Antonio Oliveira Dju e Darcísio Natal Muraro

PARTE 02. O Ensino de Filosofia e a Democracia

Capítulo 07
O tema trágico do silêncio e a estrutura de mutismo nas escolas na perspectiva de Paulo Freire
Elaine de Souza Ferreira, Camilla Samira de Simoni Bolonhezi e Claudiney José de Sousa

Capítulo 08
Sobre a necessidade da educação para a democracia
Gustavo Kosienczuk Gomes

Capítulo 09
Infância, educação e emancipação da cultura de consumo: reflexões críticas
Fernanda Neri de Oliveira e Marta Regina Furlan de Oliveira

Capítulo 10
Educação democrática: o papel formativo da comunidade de investigação de Lipman no alcance da integração social proposta por Teixeira
Patrícia Melo Magoga e Darcísio Natal Muraro

Capítulo 11
Educação democrática: uma proposta humanizadora à luz de Lipman e Freire
Bruna da Silva Duarte e Sandra dos Santos Alves

Capítulo 12
O papel político do professor: reflexões baseadas no pensamento de John Dewey e Paulo Freire
Maria A. Lima Piai e Viviane Batista Carvalho

PARTE 03: O Ensino de Filosofia e a Dimensão da Prática Escolar

Capítulo 13
O professor reflexivo e a educação para o pensar
Patrícia Aparecida Mendes Machado Attisano e Darcísio Natal Muraro

Capítulo 14
A experiência da democracia no processo educativo
Damarli Guarnieri

Capítulo 15
Filosofia na formação do pensamento infantil: a criança e o diálogo
Gleisse Cristiane Serra Martins

Capítulo 16
Filosofia, educação e teatro: uma experiência estética com a máscara teatral
Camila Lins Franca e Darcísio Natal Muraro

Capítulo 17
Uma prática filosófica no ensino fundamental: a amizade como interesse da criança
Mônica Trindade Miranda

Capítulo 18
O desenvolvimento da autonomia na educação infantil
Mariane Aparecida Ribeiro e Darcísio Natal Muraro

Orelha

Diante da atual conjuntura da educação brasileira, questiona-se se é relevante ensinar Filosofia e se isso ainda é viável. O ensino de filosofia na educação básica: experiência de pensamento, emancipação e democracia vem responder que sim.

Fruto de estudos que analisam a Filosofia na educação básica, realizados pelo Grupo de Pesquisa em Educação Filosófica da UEL, este livro traz a atualização e o aprofundamento do debate acerca do papel dessa disciplina na formação de crianças e jovens, o qual não pode se furtar de discutir os inúmeros problemas relativos à compreensão do conceito de infância, ao contexto sociocultural em que se vive, à acessibilidade à educação, bem como às potencialidades e limites da própria atividade filosófica. 

De uma perspectiva que articula três linhas convergentes de uma experiência de pensamento emancipatória ─ a criticidade, a criatividade e o cuidado ─, os capítulos deste livro apontam caminhos para uma educação filosófica ancorada no princípio da razoabilidade na forma de pensar e da democracia no modo de agir. Assim, a cultura do pensar na escola é imprescindível para uma educação libertadora, humana e solidária. Além das reflexões teóricas que abrangem também a própria formação docente, o livro traz relatos de aplicações das propostas de pensadores como Dewey, Freire e Lipman, dentre outros, que resultaram na promoção da autonomia dos alunos, levando-os a pensar, por meio da problematização e do diálogo, sobre as próprias ações e suas consequências no âmbito social. 

Trata-se de discussões e partilhas de práticas que, sobretudo, trazem o exercício da filosofia para o cotidiano, para as questões coletivas que afetam nossas escolhas individuais e vice-versa, visando à formação de sujeitos ativos na construção de uma sociedade mais justa e democrática, o que atesta, sem dúvida, que a Filosofia continua sendo uma ferramenta indispensável no processo educativo dentro e fora da escola.

Referencia

CANTELLE, Lilian; MURARO, Darcísio Natal; SOUSA, Claudiney José de (orgs.). O ensino de filosofia na educação básica: experiência de pensamento, emancipação e democracia. Campinas: Alínea, 2021.