Instituições Escolares: por que e como pesquisar

Como o próprio subtítulo sugere "Por que e como pesquisar" Instituições Escolares, a leitura de livros sobre a história da instituição mobiliza ações relevantes como a organização de exposições de documentos e a preservação de objetos para a criação de um museu. O conhecimento da história motiva os envolvidos para que melhor se cuide da própria escola e de sua história. Com base em sólido referencial teórico-metodológico, os pesquisadores estudam e constroem o passado das instituições, abordando temas como: escolha do objeto, levantamento das fontes, procedimentos essenciais da investigação e narrativa final.

2a edição
Revisada
Setembro/2013
R$33,00
Preço de capa
978-85-7516-661-1
ISBN
94
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio à 2ª edição

Ao leitor

Capítulo 1
Os estudos sobre instituições escolares: um balanço
Antecedentes históricos
Estudos atuais
Levantamento e apreciação geral

Capítulo 2
Por que pesquisar instituições escolares?
Análise das entrevistas
Excertos das entrevistas

Capítulo 3
Como pesquisar instituições escolares?
O objeto
As fontes
Os procedimentos e a narrativa

Capítulo 4
O método de investigação
O referencial teórico-metodológico: preocupação principal
O método dialético marxista

Referências

Sobre os autores

Orelha

Pesquisadores experientes e sensíveis, Paolo Nosella e Ester Buffa vêm desenvolvendo, há 24 anos, um trabalho cuidadoso e rigoroso sobre o estudo da história e filosofia das instituições escolares. Este livro trabalha, em quatro capítulos, duas questões fundamentais: por que e como investigar instituições escolares. A indagação dos autores e o apreço deles pela arte foi o que me levou a reler um poema de Carlos Drummond de Andrade, Procura da poesia, quando diz:

Chega mais perto e contempla as palavras.
Cada uma
tem mil faces secretas sob a face neutra
e te pergunta, sem interesse pela resposta,
pobre ou terrível, que lhe deres:
Trouxeste a chave?


A pergunta nuclear do poema, “Trouxeste a chave?”, esclarece o sentido e o significado deste trabalho em que Paolo e Ester oferecem uma chave de leitura, uma chave que abrirá portas para muitos outros pesquisadores envolvidos com a temática, principalmente nos programas de pós-graduação.
A obra traz depoimentos emocionantes de entrevistados que se sentiram tocados pela leitura de livros sobre a história da instituição em que atuam.
De fato, a leitura mobilizou ações relevantes, como organizar exposição de documentos e preservar instrumentos e máquinas para a criação de um museu. O conhecimento da história contribui para que se cuide da própria escola.
Ao apresentar indicações práticas de como pesquisar e explicitar os fundamentos teóricos norteadores, os autores retomam o espírito dos versos drummondianos: Chega mais perto e contempla as palavras. Cada uma tem mil faces secretas. Trazem, finalmente, a chave do método dialético, na medida em que este permite relacionar o particular com a totalidade social, fazendo emergir a história dessa relação.
Paolo e Ester, agradecemos a vocês por terem trazido esta chave!

Cleide Rita Silvério de Almeida

Referencia

BUFFA, Ester; NOSELLA, Paolo. Instituições Escolares: por que e como pesquisar. 2. ed. Campinas: Alínea, 2013.
Veja Também