Grafias do Espaço: imagens da educação geográfica contemporânea

Valéria Cazetta e Wenceslao Machado de Oliveira Junior (orgs.)

Este livro é resultado das atividades da rede de pesquisadores brasileiros que têm alinhavado suas preocupações investigativas em torno da tríade cultura-imagem-educação geográfica. Os textos aqui apresentados são fruto de trajetórias que - reunidas no decorrer da realização do II Colóquio Internacional A educação pelas imagens e suas geografias - tomaram existência narrada naquele momento e, agora, ganharam existência textual por meio de seus autores/pesquisadores nacionais e estrangeiros – reunidos no referido evento com a finalidade de ampliar as reflexões acerca da educação pelas imagens e os pensamentos espaciais sugeridos por elas.

1a edição
Março/2013
R$48,00
Preço de capa
978-85-7516-596-6
ISBN
280
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Apresentação – da política e da poética das imagens: trajetórias de histórias até agora
Valéria Cazetta

1. Educação Visual, Geografias e Cartografias

Capítulo 1
Dogma Visualizado: Estado-Nação, Terra, Rios
Denis Wood

Capítulo 2
Desfazimento de Caligramas do Espaço: sobre imagens, geografias e coisas ditas
Amanda Regina Gonçalves

Capítulo 3
Política e Potência das Imagens Cartográficas na Geografia
Gisele Girardi

Capítulo 4
Histórias da Cartografia, Imersão em Mapas e Carto-Falas: métodos para estudar culturas cartográficas
Jörn Seemann

2. Educação Visual, Cinema e Música

Capítulo 5
O Capital no Cinema: as diferenças entre linguagens e as possibilidades geográficas
Cláudio Benito O. Ferraz

Capítulo 6
Trilhas de Acesso a Lisboa: poesia, música, imagem e som em O céu de Lisboa (Lisbon Story), de Wim Wenders
Eduardo José Marandola Junior

Capítulo 7
Corpos e Sons – Locais e Imagens: o Ad Herennium sob As Vilas Volantes
Wenceslao Machado de Oliveira Jr

Capítulo 8
Representação, Música e Geografia: repensando o “lugar” da música
John Finn

3. Educação Visual, Filosofia e Mídia

Capítulo 9
Mídia, Imagens, Espaço: notas sobre uma poética e uma política como dramatização geográfica
Ana Godoy

Capítulo 10
Considerações sobre a Paisagem-imagem
Maria Helena Braga e Vaz da Costa

Capítulo 11
Imagens na Cidade e no Ensino da Questão Ambiental
Verónica Carolina Hollman

Capítulo 12
Perder-se: experiência e aprendizagem
Ana Maria Hoepers Preve

Orelha

Dentre as várias acepções do verbo derivar temos: fazer provir ou provir (de algo); originar; alterar o rumo ou a direção (de algo); mover-se a esmo, sem rumo; ser levado por correntes. Derivar: verbo de estado e de ação e que tem afetado as produções do Grupo de Pesquisa Imagens, Geografias e Educação – www.geoimagens.net, parte delas materializadas neste livro, formado por pesquisadores de dez universidades públicas brasileiras. Os autores reunidos aqui derivam de contextos geográficos distintos. Todos são migrantes, imigrantes e emigrantes. Todos estão à deriva e, ao mesmo tempo em que são alterados nela, mudando seus rumos reflexivos, também provocam e seduzem no leitor o desejo de navegar pelas correntezas das geografias de outros jeitos com o intuito de ampliar ou desacostumar os pensamentos. Eis aí a deriva dos autores: deixaram-se contaminar por imaginações geográficas potencializadoras de vida, de trajetórias, de encontros (reais e virtuais) e de pesquisas. Outra deriva diz respeito à ousadia deles em tornar público estes textos – outrora apresentados no formato de mesas-redondas no decorrer do II Colóquio Internacional Educação pelas Imagens e suas Geografias (realizado na EACH-USP, no período de 07 a 10 de novembro de 2011). A todo instante, o leitor encontrará percursos fronteiriços entre as geografias e a educação, cujos esgarçamentos serão dados pelas imagens, pela cultura e por nós mesmos, à medida que nos movimentamos e migramos.

Veja Também