Educação e Consenso em Habermas

Luiz Roberto Gomes
O presente trabalho busca elucidar, por intermédio da explicitação do conceito de consenso, alguns dos mais relevantes aspectos da teoria habermasiana para a educação contemporânea. Com o referencial do potencial crítico e reflexivo da modernidade, continuado por Habermas na Teoria do Agir Comunicativo, o estudo salienta a relevância do consenso como um critério fundamental para o desenvolvimento de uma ação educativa emancipatória.
Coleção Educação em Debate
1a edição
Abril/2007
R$37,00
Preço de capa
978-85-7516-193-7
ISBN
162
Páginas
140 x 210 mm
Formato
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Prefácio
Pedro Goergen

Introdução

Capítulo 1.
Tempos 'Pós-Modernos' e Crise de Consensos
A crise enquanto fenômeno, conceito e sistema
O fenômeno da crise
O conceito de crise
A crise e os sistemas sociais
Tempos 'Pós-modernos'?
O problema da legitimação
A crise da racionalidade moderna

Capítulo 2. O Consenso na Teoria do Agir Comunicativo de Habermas
Racionalidade Comunicativa: o pressuposto necessário para a obtenção de consensos
Uma teoria do agir que emerge dos processos de comunicação
A pragmática universal
A força ilocucionária dos atos de fala
A situação ideal de fala
Teoria Consensual da Verdade

Capítulo 3. Educação e Consenso em Habermas
O ideário emancipatório do projeto pedagógico moderno
A Razão Emancipatória Iluminista
Interação social e práxis educativa
Ação pedagógica orientada pelo entendimento
Educação, emancipação e consenso em Habermas

Conclusão

Referências
Bibliografia