Aprendizado ético-afetivo: uma leitura spinozana da educação

Juliana Merçon
Spinoza é um filósofo pouco considerado pelos autores e grupos que se dedicam a estudar e pensar as ciências humanas e, em particular, a educação no Brasil. Apesar de sua influência notável e importância crescente na filosofia contemporânea, quase poderíamos afirmar que, entre nós, é um desconhecido. Nesse sentido, este livro, Aprendizado ético-afetivo: uma leitura Spinozana da Educação inaugura um campo, abre caminhos, inicia pensares. E o faz belamente, com uma escrita alegre e potente, contagiante, inspiradora, aberta a um leitor ativo, inquieto, dialogante.


Walter Omar Kohan
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
1a edição
Setembro/2009
R$43,00
Preço de capa
978-85-7516-318-4
ISBN
168
Páginas
140 x 210 mm
Formato
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

Introdução

Parte I - Uma filosofia da imanência

Capítulo um

Princípios ontológicos de um pensar

Capítulo dois
Conhecimento imaginativo e razão afetiva

Parte II - Aprendizado afetivo - o papel da imaginação, das paixões alegres e do desejo em um devir ético

Capítulo três

A imagem como ponte para a ação

Capítulo quatro
O aprendizado afetivo como uma arte do encontro: sobre o papel das paixões alegres na formação de noções comuns

Capítulo cinco O aprendizado de nossas forças como um processo de ativação do desejo

Parte III - A educação como esforço conativo do corpo social, seus poderes e mitos

Capítulo seis

Uma política da imanência

Capítulo sete
A educação e seus poderes

Capítulo oito
Três mitos da educação

Referências