Agências Multilaterais e a Educação Profissional Brasileira

Ramon de Oliveira
Este livro analisa a influência da Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL) e do Banco Mundial na educação brasileira, demonstrando a submissão e a cumplicidade do Estado brasileiro aos interesses do capital financeiro internacional, argumentando suas implicações no formato e objetivos da política nacional para a educação profissional. Trata-se de uma contribuição àqueles interessados no entendimento do conteúdo e da forma por meio dos quais se materializa a política educacional.
1a edição
Setembro/2006
R$30,00
Preço de capa
85-7516-158-X
ISBN
120
Páginas
140 x 210 mm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris

Exclusivo para Professores

Solicite um exemplar para análise com 50% de desconto sobre o preço de capa.

.

Sumário

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO I. A CEPAL E A EDUCAÇÃO

A CEPAL: objetivos e a sua relação com o Brasil
O desenvolvimento econômico proposto pela CEPAL
A proposta educacional da CEPAL

CAPÍTULO II. O BANCO MUNDIAL E A EDUCAÇÃO
O Banco Mundial
O Banco Mundial e o combate à pobreza
O Banco Mundial e a mercantilização da pobreza
O Banco Mundial e a Educação
O Banco Mundial e o ensino profissionalizante
O Brasil e o Banco Mundial

CAPÍTULO III. A INFLUÊNCIA DAS AGÊNCIAS MULTILATERAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL BRASILEIRA

Siglas

Referências