Sugestões para a Sala de Aula: Uma História de Joaninha

José Auri Cunha (org.)
No primeiro encontro, o professor narra o conto Uma História de Joaninha, explorando a expressividade da fala, dos gestos, de materiais diversos. Pode-se, previamente, montar, com as crianças, um jardim com recorte e colagem, que será usado como palco para início do trabalho literário-filosófico.
Só depois da apresentação pelo professor, as crianças recebem seu livro e podem ter um tempo só para exploração deste. É importante deixar que vejam e que expressem suas sensações ao manusearem o livro.
Após a exploração de cada nó, o professor deve entregar os livros para as crianças acompanharem a leitura que ele fará novamente. Essa retomada da história visa garantir o eixo narrativo e permitir o encantamento, degustação e confronto da criança com o texto, enquanto provoca conversas.
Coleção Histórias que Rendem Boas Conversas...
1a edição
Fevereiro/2008
R$8,00
Preço de capa
978-85-7670-087-6
ISBN
40
Páginas
140 x 210 mm
Formato
Abrir na LibriLaboris
.

Sumário

Apresentação

Como filosofar a partir de Histórias que Rendem Boas Conversas

1º Nó
: Chamar a atenção de Clarice

2º Nó: 'Não serei mais joaninha, serei Joana, a formiguinha'

3º Nó: Ser formiga não era fácil...
Ser joaninha era lindo e ela não sabia...

4º Nó: Carregar coisas nas costas de uma joaninha vermelha poderia ferir-lhe as asinhas...

5º Nó: A borboleta amarela virou caça de um sapo...

6º Nó: Obrigada, para me salvar do sapo, você arriscou sua vida...

7º Nó: Joaninha estava muito cansada e sua amiga Bela, a borboleta, foi levá-la pra passear

8º Nó: Lá de cima, joaninha avista um lago e um parque.
- Vamos brincar no parquinho, feito a menina Clarice?

9º Nó: Clarice estava triste e joaninha talvez pudesse ajudar

Orelha