Revolução na Psicologia: da alienação à emancipação

Ian Parker

Revolução na Psicologia: da alienação à emancipação Revolução na Psicologia: da alienação à emancipação

Sinopse

Este livro é sobre a psicologia, a forma como a disciplina traiu sua promessa de compreender e ajudar as pessoas e o que precisamos fazer para que os psicólogos trabalhem pela mudança social, ao invés de contra ela. A disciplina da psicologia, como um campo de estudo acadêmico e prática profissional, busca descobrir como nos comportamos, pensamos e sentimos, mas o conhecimento e a tecnologia que os psicólogos produzem servem para adaptar as pessoas à sociedade. Por ser a sociedade atual organizada em torno da exploração e da subordinação, até mesmo o psicólogo mais bem intencionado contribui para a alienação, para a separação de nós mesmos dos outros ou de nossas próprias habilidades criativas.

Sumário

Apresentação para a Edição Brasileira

Introdução

1. O que é Psicologia? Conheça a família
2. Psicologia como Ideologia: individualismo explicado
3. Psicologia no Trabalho: observação e regulação da atividade alienada
4. Patologizando o Dissenso: exploração isolada e ratificada
5. Interesses Materiais: a fabricação da angústia
6. Condições Desumanizadas: regulando alternativas terapêuticas
7. Fortalecimento Profissional: bons cidadãos
8. Psicologia e Revolução: histórica, pessoal e política
9. Senso Comum: a cultura psicológica na esquerda
10. Elementos de Oposição: atuais lutas psicológicas
11. Reivindicações Transitórias: assumindo a psicologia
12. O Que Vem a Seguir? Leituras e Recursos

Referências

Referência Bibliográfica

PARKER, Ian. Revolução na Psicologia: da alienação à emancipação. Campinas: Alínea, 2014.