Psicologia, Religiosidade e Fenomenologia

Adriano Furtado Holanda (org.)

A espiritualidade está em voga. No esteio deste despertar, também encontramos uma abertura para discutir a religiosidade sob nova ótica. A própria academia começa a se abrir mais intensamente para tal discussão, seja no campo específico das Ciências da Religião, seja nas elaborações crescentes em outras áreas, tais como a Psicologia, a Sociologia e a Antropologia da Religião.
Dentre os desafios, destacam-se a manutenção de um lócus de discussão e apresentação da religiosidade, representado pela disciplina de Psicologia da Religião, além do desenvolvimento de pesquisas sobre a experiência religiosa por meio de um enfoque fenomenológico.

2a edição
Atualizada e Revisada
Setembro/2015
R$41,00
Preço de capa
978-85-7516-731-1
ISBN
174
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris
.

Sumário

Prefácio

Capítulo 1
Religião e Psicologia
Jorge Ponciano Ribeiro

Capítulo 2
Psicologias da Religião na Europa, Revisitadas
Geraldo José de Paiva

Capítulo 3
Fenomenologia da Religião em G. Van der Leeuw
Adriano Furtado Holanda

Capítulo 4
Paranormalidade e Psicopatologia numa Abordagem Fenomenológica: Relato de uma experiência
Célia Carvalho de Moraes e Jorge Ponciano Ribeiro

Capítulo 5
Fenomenologia da Religião: Pesquisas sobre a experiência religiosa com universitários e suas implicações para o ensino religioso
Vicente Paulo Alves

Capítulo 6
Modalidades de Crença Religiosa e Desempenho na Prova de Rorschach em Estudantes de Psicologia
Marta Helena de Freitas

Capítulo 7
O Indisponível e a Psicologia: A dimensão espiritual no pensamento de Viktor Frankl
Josemar de Campos Maciel

Capítulo 8
Reflexões sobre Solidariedade, Educação e Postura de Vida
Ênio Brito Pinto

Orelha

A espiritualidade está em voga. No esteio deste despertar, também encontramos uma abertura para discutir a religiosidade sob nova ótica. A própria academia começa a se abrir mais intensamente para tal discussão, seja no campo específico das Ciências da Religião, seja nas elaborações crescentes em outras áreas, tais como a Psicologia, a Sociologia e a Antropologia da Religião.
A ideia deste livro nasceu de uma dupla necessidade: a de afirmação de um espaço, de um trabalho desenvolvido e a da apre-sentação desse mesmo espaço.
Dentre os desafios, destacam-se a ma-nutenção de um lócus de discussão e apresentação da religiosidade, representado pela disciplina de Psicologia da Religião, além do desenvolvimento de pesquisas sobre a experiência religiosa por meio de um enfoque fenomenológico.
Assim, pela compilação de textos necessários à discussão do tema, e por contarmos com um número significativo de trabalhos em estágio avançado de desenvolvimento, surgiu a ideia de reuni-los num só documento, constituindo um corpus teórico e empírico que marca a singularidade desta obra.