Programas Intergeracionais: um estudo sobre as atividades que aproximam as diversas gerações

Cristina Rodrigues Lima
Este estudo trata da promoção da interação entre gerações fora do âmbito familiar. Descreve quatro diferentes atividades, planejadas para favorecer a interação e a cooperação entre pessoas de diferentes gerações, e analisa suas implicações para os indivíduos diretamente envolvidos e para a sociedade. O ponto de vista central é que a promoção da intergeracionalidade é um incentivo eficaz para o envelhecimento ativo e de boa qualidade. Os mais velhos ensinam o conhecimento sobre a vida e sobre o envelhecer, transmitem a memória cultural e colaboram na manutenção dos valores éticos fundamentais do seu grupo. Em troca, os mais jovens ensinam-lhes conhecimentos tecnológicos e colocam-nos em contato com as transformações sociais em curso, em um verdadeiro diálogo entre as gerações, antídoto contra os preconceitos e os estereótipos de parte a parte. Os resultados da pesquisa com participantes do Programa Gerações do SESC Campinas mostram que as atividades intergeracionais facilitam e aprimoram o diálogo e a participação social entre seus participantes, crianças, jovens, adultos e idosos. Por seu intermédio, eles aprimoram a sensibilidade, a compreensão, o respeito mútuo, a habilidade de lidar com as diferenças e a habilidade de perceber semelhanças de interesses e temas vitais. O trabalho de Cristina Rodrigues Lima é um valioso incentivo a futuros projetos com grupos intergeracionais e a ampliação dos conhecimentos gerontológicos.
Coleção Velhice e Sociedade
1a edição
Outubro/2008
R$43,00
Preço de capa
978-85-7516-291-0
ISBN
202
Páginas
140 x 210 mm
Formato
Abrir na LibriLaboris
.

Sumário

Apresentação

Introdução
Justificativa e relevância dos estudos em Gerontologia

Capítulo 1
As Gerações nas Sociedades Contemporâneas

Capítulo 2
Programas Intergeracionais (PIs)

Capítulo 3
A Escolha de um Caminho

Capítulo 4
Análise das Atividades Intergeracionais (AIs)

Considerações Finais

Referências

Orelha