No dia 03/10, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) realizou a primeira fase de apuração do 59º Prêmio Jabuti.

É com muito orgulho que informamos que o livro Monitoramento e Avaliação de Programas Sociais: uma introdução aos conceitos e técnicas, de Paulo de Martino Jannuzzi, está entre os finalistas como melhor livro na categoria Economia, Administração, Negócios, Turismo, Hotelaria e Lazer.

A apuração para escolha dos vencedores está prevista para o dia 31 de outubro.

 

Sobre o Livro

A magnitude e complexidade dos desafios colocados para as políticas públicas na estruturação de sistemas de proteção social, sobretudo em países com grandes dimensões territoriais e desigualdades regionais como o nosso, têm demandado a elaboração de atividades cada vez mais específicas de compilação, levantamento e organização de dados sobre a realidade social no país; de produção de indicadores de monitoramento da ação governamental e de realização de amplo conjunto de pesquisas de avaliação de programas.

Em tal conjuntura, este livro vem estimular técnicos de programas sociais e pesquisadores a entender a Avaliação como um meio de conhecer mais e melhor os problemas, avanços e desafios das políticas e programas sociais, e a compreendê-la, também, como recurso de aprendizagem organizacional e de mobilização para inovação do desenho e gestão desses programas.

Mais informações sobre o livro
Postado em Novidades
Sexualidade de cegos

A Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), por meio de uma parceria entre o Centro de Educação à Distância (CEAD) e a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e com o apoio da Editora Átomo, lançam a edição em braille do livro Sexualidade de Cegos, de Maria Alver de Toledo Bruns.

Em entrevista à Rádio UDESC, Maria Alves falou um pouco sobre o conteúdo do livro e o lançamento em formato braille.

Ouça a entrevista:

Fonte: Radio UDESC

 

Sobre o Livro

A sexualidade nunca foi tão explicitada pela mídia, que com um marketing sempre atualizado associa êxito pessoal e profissional à imagem de um ser humano bem sucedido, realizado e sedutor. Uma espécie de mercadoria, um fetiche ao alcance de todos. Em outras palavras, um tipo de "consumismo do sexo descartável" que se caracteriza pela efemeridade e ausência de compromisso. Nota-se que uma das principais características deste modo fugaz de vivenciar a sexualidade se constitui no privilegiamento do sentido da visão. A velocidade da mídia exige a velocidade do olhar... Inegavelmente, o olhar pode funcionar como uma forma de aproximação, de sedução e de magnetismo no jogo erótico, constituindo uma linguagem universal de atração; ou também de indiferença ou aversão entre as pessoas. O olhar representa um estado inicial de atração, mas o momento seguinte à aproximação vincula-se, também, aos outros sentidos: o tato, a audição, o olfato, que, aliados, compõem a atração pelo objeto desejado como um todo. Nas relações amorosas, o gesto, o toque, a voz, o corpo, o beijo e o cheiro da pessoa amada são percebidos em sua especificidade e totalidade erótica. Nestes momentos, cegos e não-cegos transitam por horizontes singulares e, ao mesmo tempo, semelhantes. Diante dessa realidade, são inúmeras as barreiras a serem ultrapassadas pela pessoa cega, desde a mais tenra idade. O referencial de cognição da pessoa cega centraliza-se, particularmente, na percepção auditiva, tátil, olfativa, fato que não recebeu, ainda, a devida atenção das políticas educacionais, dos meios de comunicação e da sociedade como um todo.

Mais informações sobre o livro
Postado em Novidades
(Re)descobrindo a Astronomia

Hoje (21/09), a Câmara Brasileira do Livro divulgou os 10 finalistas de cada uma das 29 categorias do 53º Prêmio Jabuti.

É com muito orgulho que informamos que o livro (Re)descobrindo a Astronomia, de Rodolpho Caniato, está entre os finalistas como melhor livro na categoria Ciências Exatas.

A apuração para escolha dos vencedores está prevista para o dia 18 de outubro.

 

Sobre o Livro

A Terra, insignificante na escala de tamanhos na composição do universo, além de conter a matéria de que somos feitos, nos proporciona a possibilidade de contemplar a beleza do céu e entender um pouco das grandes interrogações que ele nos sugere. Daqui, de nossa Terra, podemos, sobretudo, desfrutar o supremo e efêmero bem que é a vida.

Nos tempos em que vivemos, poucas pessoas olham para o céu. O mesmo acontece com a Lua que, ao longo dos séculos, tanto tem inspirado os poetas e enamorados. Dificilmente alguém poderia resistir indiferente à beleza sedutora do céu estrelado e das interrogações com que ele nos confronta. Se você ainda não teve oportunidade, procure ou provoque uma situação em que possa desfrutar dessa bela, barata, saudável e significativa experiência.

O autor não pretende que este livro seja um curso de Astronomia, mas, sim, um passeio panorâmico pelo mundo da história, das ideias e das ferramentas desta ciência.

Mais informações sobre o livro
Postado em Novidades
Química das Sensações

Hoje (19/06), a Câmara Brasileira do Livro divulgou os 10 finalistas de cada uma das 20 categorias do 49º Prêmio Jabuti.

É com muito orgulho que informamos que o livro Química das Sensações, de Carolina Godinho Retondo e Pedro Faria, está entre os finalistas como melhor livro na categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática.

A apuração para escolha dos vencedores está prevista para o dia 15 de agosto.

 

Sobre o Livro

As sensações e as percepções nos acompanham em todos os instantos de nossa vida. Sentimos calor, frio, prazer e dor; ouvimos e enxergamos, mas nem sempre entendemos essa capacidade. Utilizamos analgésicos e anestésicos, ingerimos açúcares e adoçantes e, normalmente, não entendemos como essas substâncias agem em nosso organismo. Entender tudo isso é, ao mesmo tempo, interessante, complexo e desafiador.

Com abordagem e linguagem acessíveis e com exemplos que estão presentes na vida de qualquer ser humano, os conceitos da química aparecem entrelaçados com os da física, da medicina (em especial de subáreas como neurologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, anestesiologia e psiquiatria), da psicologia e da filosofia. Assim, são enfatizados como conhecimentos de áreas específicas que, em muitos casos, parecem estar isolados, interagem de maneira contextualizada. Dessa forma, o livro poderá ser utilizado por profissionais de diversas áreas do conhecimento; também poderá ser usado no ensino superior, como material de referência sobre o assunto, tanto por professores de química, quanto por de áreas afins.

Mais informações sobre o livro
Postado em Novidades