Memória, Sensibilidades e Saberes

Ernesta Zamboni, Maria Carolina Bovério Galzerani e Caroline Pacievitch

As reflexões pertinentes à memória apresentadas nesta obra resultam de um percurso que se constituiu de saberes e sensibilidades que emergiram das práticas educativas, escolares e não escolares, desenvolvidas na pesquisa e no ensino de História.
Tal campo de conhecimento, que surge das discussões que reivindicavam espaço para reflexão sobre os processos de ensino e aprendizagem nessa disciplina, reconfigura-se na contemporaneidade e, novamente, desafia pesquisadores e professores a ressignificarem suas reflexões na relação com os saberes e sensibilidades que formam a memória dos sujeitos sociais.

1a edição
Novembro/2015
R$71,00
Preço de capa
978-85-7516-739-7
ISBN
464
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
DISPONÍVEL EM E-BOOK
Abrir na LibriLaboris
Abrir na Amazon.com
.

Sumário

Apresentação

Introdução: el presente en la enseñanza de la historia
Silvia Finocchio

Memória

Capítulo 1
Material Didático para Escolas Guarani
Antonia Terra de Calazans Fernandes

Capítulo 2
Práticas de Memória, Tempo e Ensino da História
Cláudia Prado Fortuna e Maria Carolina Bovério Galzerani

Capítulo 3
Perspectivas do Ensino de História e Diversidade Étnico-cultural: contribuições a um debate transdisciplinar
Giovani José da Silva

Capítulo 4
Mediações entre Ensino de História e Patrimônio
Helenice Ciampi

Capítulo 5
Ensino de História e Patrimônio na Relação Museu-escola
Júnia Sales Pereira

Capítulo 6
Patrimônio Cultural e Ensino de História: problematizando a colonização do presente pelo passado
Maria de Fátima Guimarães

Capítulo 7
El Texto de Historia: un espacio de encuentros y desencuentros
María Elisa Gómez Laborde

Capítulo 8
A Consciência Histórica como o Lugar e o Propósito da Aprendizagem Histórica: introdução a um diálogo com a teoria Jörn Rüsen
Maria Auxiliadora Schmidt e Marlene Cainelli

Capítulo 9
Memoria y Historia: trabajadores, movimientos sociales y educación en la Argentina
Roberto Elisalde

Capítulo 10
Imagem, Memória e História: narrativas do fotojornalismo de guerra e o ensino de história
Ana Heloisa Molina

Sensibilidades

Capítulo 11
América Latina en el Currículum Chileno de la Post-dictadura: cinco rostros difusos para una historia jamás enseñada
Fabián González Calderón

Capítulo 12
Currículo de História: entre experiências temporais e espaciais
Carmen Teresa Gabriel

Capítulo 13
A História da África e da Cultura Afro-Brasileira: os saberes e fazeres dos professores
Gizelda Costa da Silva

Capítulo 14
“Essa História é de Verdade?” A narrativa escolar e seus matizes
Helenice Rocha

Capítulo 15
Cidade e Ensino de História
Maria Sílvia Duarte Hadler

Capítulo 16
A Sensibilidade como Condição para o Diálogo no Ensino de História
Décio Gatti Júnior

Capítulo 17
La Historia Latinoamericana en la Escuela Argentina de Hoy: rupturas y continuidades
Gonzalo de Amézola

Capítulo 18
Mais que Latina ou Inglesa (Aprender nossas Américas)
Marcos Silva

Saberes

Capítulo 19
Absoluto, Nación e Historia en la Escuela
Sebastián Plá

Capítulo 20
Sobre a Racionalidade do Ensino de História entre os Séculos XVI e XVIII e a Legitimação da História como Disciplina no Século XXI
Itamar Freitas

Capítulo 21
Saberes Históricos Construidos – Saberes Históricos Apropiados: una reflexión desde la didáctica de la historia
Joan Pagès

Capítulo 22
A Memória em Arenas de Sentidos: reflexões sobre saberes, práticas e territórios educativos na contemporaneidade
Sonia Regina Miranda

Capítulo 23
Os Saberes Escolares e o Conceito de Consciência Histórica
Luis Fernando Cerri

Capítulo 24
Formación Docente en Historia: un estudio en la Norpatagonia Argentina
Alicia Graciela Funes

Capítulo 25
O Sucesso Escolar na Visão dos Alunos: os diferentes saberes que compõem o processo de aprendizagem
Ernesta Zamboni e Sandra Regina Ferreira de Oliveira

Capítulo 26
Perspectivas do Conhecimento Histórico no Ensino Médio: entre tradições e inovações
Ana Maria Monteiro

Capítulo 27
Qual é o Lugar do Ensino Médio na Escolarização e em que Consiste a Especificidade da História no Ensino Médio?
Flávia Eloisa Caimi

Capítulo 28
Monitoramento e Avaliação Formativa com o Uso da Tecnologia em Ciências Humanas
Samira Muhammad Ismail, Paulo Victor de Oliveira Miguel e Gilmar Barreto

Capítulo 29
Cultura e Ensino de História da Perspectiva das Redes Sociais e do Ciberespaço
Eucidio Pimenta Arruda

Orelha

As reflexões pertinentes à memória apresentadas nesta obra resultam de um percurso que se constituiu de saberes e sensibilidades que emergiram das práticas educativas, escolares e não escolares, desenvolvidas na pesquisa e no ensino de História.
Tal campo de conhecimento, que surge das discussões que reivindicavam espaço para reflexão sobre os processos de ensino e aprendizagem nessa disciplina, reconfigura-se na contemporaneidade e, novamente, desafia pesquisadores e professores a ressignificarem suas reflexões na relação com os saberes e sensibilidades que formam a memória dos sujeitos sociais.
As indagações que permanecem, mais que se reconfiguram, se referem a outra perspectiva, a dos sentidos que atribuímos às memórias pelos próprios sujeitos que a recepcionam como se não fosse a sua memória. Para fazer sentido, essa memória necessita ser reapropriada; reapropriação possível pela articulação entre o vivido e o ensinado/aprendido, que faz sentido, que encontra ressonância nos sujeitos que com ela conseguem estabelecer relações significativas de pertencimento/distanciamento.
Memória, Sensibilidades e Saberes é um título que aponta possibilidades de repensarmos como uma memória é produzida, como ela é silenciada, quais os saberes privilegiados, quais os negados e vai além: permite-nos restabelecer o diálogo entre os sujeitos que compõem o tecido social. Possibilita também repensarmos qual o lugar que temos atribuído ao que se denomina sensibilidades e saberes. Mais que racionalizar a reflexão, trata-se de contemplar o que pensam e sentem os sujeitos nos encontros com as memórias oficializadas e com os esquecimentos. Esta obra é, enfim, um convite a permanecer em diálogo, a partilhar saberes e sensibilidades como elementos inerentes às memórias.

Marizete Lucini

Veja Também