Marx e a Pedagogia Moderna

Mario Alighiero Manacorda

Marx e a Pedagogia Moderna Marx e a Pedagogia Moderna

Sinopse

Marx e a Pedagogia Moderna é uma lúcida exposição do importante debate sobre Escola e Educação, que se iniciou na sociedade industrializada a partir da decisiva intervenção de Karl Marx.
O presente estudo de Mario A. Manacorda, eximiamente traduzido por Newton Ramos de Oliveira, ganha hoje especial destaque justamente porque é o resultado do trabalho de um insigne filólogo, que se esforça em datar os textos marxianos, se possível até com os meses e os dias, reconstruindo as circunstâncias político-ideológicas que influenciavam Marx na elaboração de seus textos. Manacorda, neste livro, traduz as nuanças semânticas dos termos e expressões mais importantes da linguagem marxiana. Sua análise vai desvelando os sentidos exatos do ensino politécnico e do ensino tecnológico, proposto por Marx, elaborando a construção gradativa e firme do conceito de onilateralidade do ser humano. Assim, por meio da ciência filológica, o livro explica o que Marx escreveu sobre Educação e Escola; revela também as incertezas e as certezas que tinha. Por causa de seu método, este trabalho de Manacorda é profundamente moderno e sua permanência está garantida.
Obviamente, Manacorda não é apenas um bom filólogo, é também um homem politicamente engajado. Por isso, nos capítulos finais do livro, debate a problemática educacional pós-marxiana, utilizando não apenas a luz dos princípios, mas também suas sombras, suas dúvidas e seus silêncios, transformando-os em amplos espaços para uma pessoal criatividade intelectual e tomada de posição. Ao final, abre espaço para outros autores, marxistas e não marxistas, de Gramsci a Galvano Della Volpe, dos pensadores católicos aos “independentes".
Este livro foi escrito para alunos do curso de Pedagogia. Mas ultrapassou esse limite, chegando a representar a voz mais importante do marxismo pedagógico, na Itália e em muitos outros países. Hoje, é uma obra indispensável para quem quer conhecer a proposta pedagógica de Marx, não como fórmula doutrinária, mas como uma longa construção histórica de investigação, ainda inacabada.

Sumário

Apresentação
Prefácio à Edição Brasileira
Referências
Prefácio

Parte 1. A “Pedagogia” Marxiana

1. Instrução e Trabalho
1847-48: Os princípios do comunismo e o Manifesto
1866-67: As instruções aos delegados e O Capital
1875: A crítica ao programa de Gotha
Lênin “discípulo” de Marx

2. O que é o Trabalho?
Trabalho: uma expressão negativa
A atividade vital ou manifestação de si mesmo
Continuidade da mesma temática
Objeções provocadas por essa antinomia
O reino da liberdade

3. Homem Onilateral
Unilateralidade do proletário e do capitalista
Uma moral dividida
Aspectos positivos do homem unilateral
O conceito de homem onilateral

4. Escola e Sociedade: o conteúdo do ensino
Ensino tecnológico e trabalho infantil
Relação da escola com a sociedade, o estado e a igreja
Objetividade do ensino
Quais opções pedagógicas e quais conteúdos educativos?

Parte 2. A “Pedagogia” Marxiana Frente às Demais Pedagogias

5. Tentativa de Contextualização Histórica
Escola e não escola na história
União de ensino e trabalho na história
Marx e as pedagogias pós-marxianas
O marxismo e os problemas atuais do ensino

6. A Pedagogia Marxista na Itália: Antonio Gramsci
Do pré-marxismo de Labriola ao marxismo de Gramsci
Ensino e trabalho em Gramsci
Desenvolvimento harmonioso e integral do indivíduo
Contra o inatismo e o individualismo
Uma escola de noções rigorosas
Utilidade de uma leitura “gramsciana” de Marx

Parte 3. Discutindo com Leitores e Críticos de Marx
Galvano della Volpe: trabalho e liberdade
Lamberto Borghi: a liberdade pode surgir da necessidade?
Roberto Mazzetti: a relação de Marx com os utópicos
Os católicos e a pedagogia marxista
Uma discussão a muitas vozes

Notas
Referências

Referência Bibliográfica

MANACORDA, Mario Alighiero. Marx e a Pedagogia Moderna. 3. ed. Campinas: Alínea, 2017.