Entrevistas com a educação brasileira (realizadas entre 1985 - 1988)

Paolo Nosella e Ester Buffa

O conteúdo relata as experiências de cada um - no seu tempo e em suas esferas de atuação - e, certamente, serve de espelho para a necessária reflexão daqueles que trabalham por uma educação de qualidade e para todos. Os depoimentos, além de indispensável fonte de conhecimento para a atuação nessa área, são textos que nos inspiram, pela tenacidade e convicção de seus autores, a continuar trabalhando.

1a edição
Setembro/2019
R$65,00
Preço de capa
978-85-7516-871-4
ISBN
268
Páginas
16 x 23 cm
Formato
Português
Idioma
DISPONÍVEL EM E-BOOK
Abrir na LibriLaboris
Abrir na Amazon.com
.

Sumário

Ao leitor

Entrevistas
Joel Martins
Paulo Freire
Jarbas Gonçalves Passarinho
Durmeval Trigueiro Mendes
Valnir Chagas
Roque Spencer Maciel de Barros
Paschoal Lemme

Apêndice: A Política da Exclusão
Florestan Fernandes

Orelha

Divulgar em livro as entrevistas destes, tão importantes quanto diferentes, personagens da história da educação, na atual conjuntura brasileira, é uma felicidade.

Recentemente, após breve conversa com o amigo Prof. Paolo, resolvemos publicar tais entrevistas, na íntegra, por entendermos que somente assim seria possível apresentar ao leitor, de forma rica e natural, as múltiplas facetas dos pensamentos dos entrevistados.

O conteúdo relata as experiências de cada um - no seu tempo e em suas esferas de atuação - e, certamente, serve de espelho para a necessária reflexão de todos aqueles que trabalham por uma educação de qualidade e para todos. Os depoimentos, além de indispensável fonte de conhecimento para a atuação nessa área, são textos que nos inspiram, pela tenacidade e convicção de seus autores, a continuar trabalhando.

Mesmo diante de tantas atuações, podemos dizer que, nos últimos 70 anos, ao passar por diferentes governos e ideologias, grosso modo, cometemos os mesmos erros, e pouco foi feito pela educação; basta olharmos para a situação atual! 

A educação, como todo bem social, precisa ser tratada com competência e responsabilidade; é imperativo que se tenha como propósito ações essencialmente humanistas, despidas de interesseiras doutrinas ideológicas, que propiciem, a cada indivíduo, efetivamente, uma educação capaz de gerar seres humanos melhores, críticos, solidários, éticos e ambientalmente responsáveis.

Contudo, registramos aqui a urgência de uma nova era para a educação brasileira, em que as crianças, os jovens e também os adultos possam receber formação e oportunidades para ‘andarem com as próprias pernas’.

Cientes da magnitude do desafio, rogamos a todos os convictos - de ser a educação imprescindível ferramenta para a construção de uma nova sociedade - que não esmoreçam. Professores, orientadores pedagógicos, diretores de escolas, profissionais liberais, políticos, empresários, e todo cidadão de bem, cada um na sua esfera de atuação, precisam continuar na lida...

O editor

Veja Também