Educação, Cultura e Infância

Angela Cristina B. Mascarenhas e Silvia Rosa S. Zanolla (orgs.)
Esta obra apresenta uma série de textos sobre a temática da infância e da formação básica na atualidade à luz das teorias críticas frankfurtiana e marxiana. Destaca, também, alguns componentes da educação infantil à luz das contribuições de autores do marxismo, em especial de Gramsci, que tem por base o trabalho como princípio educativo; na perspectiva frankfurtiana, se discorre acerca do uso de recursos tecnológicos a serviço da indústria cultural com base em pesquisas e apresenta fundamentos epistemológicos do conceito de infância na teoria crítica adorniana. Delineia ainda, aspectos históricos, subjetivos e objetivos da consolidação da educação infantil na sociedade contemporânea a partir de Marx e Adorno.
1a edição
Março/2012
R$36,00
Preço de capa
978-85-7516-488-4
ISBN
130
Páginas
14 x 21 cm
Formato
Português
Idioma
Abrir na LibriLaboris
.

Sumário

Apresentação

Capítulo 1
A Linha Vermelha do Planeta Infância
Paolo Nosella

Capítulo 2
A Relação Educação e Trabalho na Infância
Angela Cristina Belém Mascarenhas

Capítulo 3
As Muitas Faces do Trabalho que se Realiza na Educação Infantil
Laís Leni Oliveira Lima

Capítulo 4
A Indústria Cultural da Infância e o Ciberbullying
Antônio A. S. Zuin

Capítulo 5
O Fetichismo da Infância e o Mito da Educação Livremente Mediada
Silvia Rosa Silva Zanolla

Capítulo 6
Literatura, Infância e Ideologia: a formação no ensino fundamental
Simei Araujo Silva

Sobre os Autores

Orelha

Esta obra apresenta uma série de textos sobre a temática da infância e da formação básica na atualidade à luz das teorias críticas frankfurtiana e marxiana.
Os referenciais adotados se orientam a partir dos principais fundamentos da educação tais como filosofia, sociologia, psicologia e história. São consideradas as práticas e contribuições fornecidas pelo socialismo no que diz respeito à educação infantil, ao tempo que inaugura uma reflexão profunda acerca da infância na perspectiva da Escola de Frankfurt, sobretudo, por seu principal pensador: Theodor Adorno. O livro destaca ainda alguns componentes da educação infantil à luz das contribuições de autores consagrados do marxismo, em especial de Gramsci, que tem por base o trabalho como princípio educativo; na perspectiva frankfurtiana, se discorre sobre o uso de recursos tecnológicos a serviço da indústria cultural com base em pesquisas e apresenta fundamentos epistemológicos do conceito de infância na teoria crítica adorniana perpassando a relação sujeito e objeto. Delineia ainda, aspectos históricos, subjetivos e objetivos da consolidação da educação infantil na sociedade contemporânea a partir de Marx e Adorno.

Veja Também