A Trajetória do Sindicalismo: uma análise da história, conceitos e as perspectivas sindicais

Paulo Antunes e Pedro Carlos de Carvalho

A Trajetória do Sindicalismo: uma análise da história, conceitos e as perspectivas sindicais A Trajetória do Sindicalismo: uma análise da história, conceitos e as perspectivas sindicais

Sinopse

Apresentar um parecer sobre um livro como A Trajetória do Sindicalismo é uma grande responsabilidade, e até um atrevimento: porque discorrer é comentar a história da humanidade pelas relações de trabalho e sindicalismo. Encontrar autores como Paulo Antunes e Pedro Carlos de Carvalho, que documentam uma sociedade escrevendo a sua saga em cada momento histórico, e que pôde atravessar esses períodos conturbados com alegria, bandeiras e conquistas. Apresentam, também, suas considerações sobre o atual momento sindical.
No livro, deparamo-nos com a história do homem sendo revivida desde o século XIX até os dias de hoje, e, com esta leitura, podemos entender algumas das revoluções sociais pelas quais a humanidade passou e passa. É uma nova oportunidade para melhorar a compreensão das relações atuais entre o capital e o trabalho.
Este trabalho, caracterizado pela pesquisa de fatos históricos, estimula o leitor a fluir na temática, às vezes árida, facilitando, assim, a construção deste saber. Contribui como uma importante fonte de pesquisa sobre o tema: o homem e os valores de trabalho, principalmente, para aqueles que, como eu, pesquisador inquieto, buscam ampliar seus conhecimentos.
Quando era estudante, na faculdade recebi a incumbência de ler o livro A História da Riqueza do Homem, de Léo Huberman, e quando terminei a leitura, tirei minhas vendas de ignorância e opressão e pude melhor compreender a humanidade e seus movimentos.
Este livro tem tudo para ser uma referência bibliográfica recomendada. Esperamos poder compartilhar com você, prezado leitor, a mesma opinião.

Sumário

Prefácio

Introdução

Capítulo 1 .

A Revolução Industrial

Capítulo 2 .
A Origem dos Sindicatos
O dia do trabalho

Capítulo 3.
A Mão-de-obra Brasileira até o Século XIX
Os primeiros imigrantes e os anarquistas
As primeiras greves no Brasil

Capítulo 4.
O Sindicalismo Brasileiro de 1930 a 1945
O Movimento Operário e Sindical a Partir de 1945
A 1ª Conferência Nacional das Classes Trabalhadoras - CONCLAT
O 1° Congresso Nacional da Classe Trabalhadora
A Central Única dos Trabalhadores - CUT
O 1° Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores - CUT
A Central Geral dos Trabalhadores - CGT
A Força Sindical
A Central Autônoma de Trabalhadores - CAT
O sindicalismo nacional no período de 1991 a 2001

Capítulo 5.
A História da Greve no Mundo
Os diversos tipos de greve praticados no Brasil, desde 1978
Os efeitos da greve
Medidas para a prevenção da greve
Administração da greve
Breve histórico do reconhecimento legal sindical

Capítulo 6.
Os Instrumentos Legais para a Negociação com os Sindicatos
A convenção e o acordo coletivo de trabalho
O Dissídio Coletivo de Trabalho

Capítulo 7.
A Crise no Sindicalismo, Causas e Conseqüências
Um ponto de partida
Redução nas taxas de sindicalização
Outra abordagem para o suposto enfraquecimento dos sindicatos
O caso sindical brasileiro
Mutações no mundo do trabalho
A fábrica moderna

Referências

Referência Bibliográfica

ANTUNES, Paulo; CARVALHO, Pedro Carlos de. A Trajetória do Sindicalismo: uma análise da história, conceitos e as perspectivas sindicais. Campinas: Alínea, 2008.