A História da Extensão Universitária

Ana Luiza Lima Sousa

A História da Extensão Universitária A História da Extensão Universitária

Sinopse

A construção do conceito de Extensão não é um exercício novo. Na história da universidade brasileira, fica evidente que há três momentos bem definidos na extensão universitária: uma primeira fase em que o corpo discente, representado pela União Nacional dos Estudantes, assume esta prática no seu formato cultural, socializador e político; o segundo momento, tomado pela representação do governo como uma prática assistencialista, e um terceiro momento, em construção ainda, em que as próprias instituições de ensino superior, representadas pelos docentes, têm buscado construir uma prática extensionista na perspectiva de um processo educativo, articulador da universidade com a sociedade. A obra apresentada é resultado deste caminhar pela história, numa tentativa de demonstrar como a concepção da Extensão Universitária tem sido elaborada em nosso país.

Sumário

Prefácio

Apresentação

Capítulo 1
Extensão universitária: uma inquietação

Capítulo 2
Construindo uma concepção da extensão sob a ótica do movimento estudantil brasileiro

Primeiro período: da colônia até o estado novo
Segundo período: do estado novo até o golpe de 1964
Terceiro período: do golpe de 1964 até nossos dias

Capítulo 3
Construindo uma concepção da extensão sob a ótica do ministério da educação

Primeiro período: da colônia até o golpe de 1964
Segundo período: do golpe de 1964 até a abertura política
Terceiro período: da abertura política até nossos dias

Capítulo 4
Construindo uma concepção da extensão sob a ótica das instituições de ensino superior

Primeiro período: do início do ensino superior até as primeiras experiências extensionistas
Segundo período: das primeiras experiências extensionistas até o golpe de 1964
Terceiro período: do golpe de 1964 até a abertura política
Quarto período: da abertura política até nossos dias

Capítulo 5
Sociedade, universidade e o papel da extensão universitária


Referências bibliográficas